Chevrolet e Nissan se juntam ao novo clube 5 estrelas do Latin NCAP
16.11.2022

A quarta publicação de resultados do ano do Programa de Avaliação de Veículos Novos para América Latina e o Caribe, Latin NCAP, foi lançada hoje com resultados alentadores de 5 estrelas para o Nissan Qashqai e Chevrolet Tracker, demonstrando um compromisso sério destes fabricantes a respeito de veículos mais seguros na região.

O Chevrolet Tracker, produzido no Brasil e na Argentina, com 6 airbags e Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), como equipamento padrão, ganhou 5 estrelas com uma nota de alerta referente a um incidente de incêndio. O popular SUV atingiu 91,07% em Ocupante Adulto, 91,84% em Ocupante Infantil, 54,14% em Proteção de Pedestres e Usuários Vulneráveis das Estradas e 83,18% em Assistência à Segurança. O modelo foi avaliado em impacto frontal, impacto lateral, impacto lateral de poste, impacto traseiro (whiplash), proteção de pedestres, frenagem autônoma de emergência (AEB) urbana e interurbana, Assistentes à velocidade, Detecção de Ponto Cego (BSD) e Controle Eletrônico de Estabilidade.

Após o teste de impacto lateral de poste, foi observado fogo no lado não esmagado do veículo na área do pré-tensionador do cinto de segurança e dificuldade para soltar o cinto de segurança. Estas informações foram publicadas pelo Latin NCAP. O fabricante foi notificado do incidente, a ocorrência foi investigada, o fabricante descobriu uma não-conformidade e emitiu um recall de segurança em abril de 2022 para todos os mercados afetados. O Latin NCAP é da opinião que o fabricante deve se concentrar na causa do incidente, enquanto o fabricante se concentra nos efeitos após o incidente para fornecer a solução correta. Embora a decisão do fabricante não esteja de acordo com a recomendação do Latin NCAP, o Latin NCAP reconhece que é responsabilidade do fabricante resolver este incidente.

O Nissan Qashqai, produzido no Reino Unido, com 6 airbags e ESC como padrão, ganhou 5 estrelas. O SUV da Nissan atingiu 93,65% em Ocupante Adulto, 92,02% em Ocupante Infantil, 53,65% em Proteção de Pedestres e Usuários Vulneráveis das Estradas e 85,93% em Assistência à Segurança. O modelo foi avaliado em impacto frontal, impacto lateral, impacto lateral de poste, chicotada cervical (whiplash), proteção de pedestres, frenagem autônoma de emergência (AEB) urbana e interurbana, assistentes à velocidade e Controle Eletrônico de Estabilidade.

O Latin NCAP avalia a versão mais básica de equipamentos de segurança passiva dos modelos e recomenda aos consumidores comprem versões equipadas com tecnologias ADAS avaliadas e com bom desempenho dos modelos apresentados.

Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP, disse:

"O Latin NCAP parabeniza as ações da Chevrolet e Nissan em prol de veículos mais seguros na região". O Latin NCAP encoraja estes e todos os outros fabricantes a fornecerem também 5 estrelas em modelos mais populares, demonstrando a todos os consumidores seus benefícios nos testes do Latin NCAP. A cooperação da General Motors foi positiva e espera-se que com as outras marcas, se necessário, elas atinjam o mesmo nível de colaboração. A rotulagem de segurança veicular, incluindo a classificação em estrela do Latin NCAP, é um mecanismo eficaz para superar algumas restrições do mercado com o objetivo de ter mais e melhores consumidores informados escolhendo carros mais seguros ao mesmo tempo em que os fabricantes melhoram voluntariamente seus modelos.”

Stephan Brodziak, presidente do Conselho de Administração do Latin NCAP, disse:

"Estes dois resultados mostram que é possível oferecer modelos com níveis de segurança cinco estrelas na região e esperamos que impulsionem outros fabricantes a seguir os passos da Nissan, Chevrolet e anteriormente da Volkswagen. Apesar da falta de regulamentos de segurança robustos na região e de informações independentes através de uma classificação em estrelas do Latin NCAP, vemos que os fabricantes estão demonstrando seu compromisso com veículos mais seguros. Alguns fabricantes têm a capacidade e a vontade de oferecer veículos mais seguros, resta aos governos da região assumir o mesmo compromisso. É hora de os consumidores de nossa região serem tratados igualmente com relação ao desempenho de proteção que as marcas oferecem como padrão nos veículos que comercializam em outras regiões".

Chevrolet Tracker (6 airbags)

O impacto frontal e lateral mostraram proteção adequada a boa para adultos, a estrutura e a área dos pés foram classificadas como estáveis. O impacto lateral de poste mostrou proteção marginal a boa e a proteção contra chicotada cervical (whiplash) foi boa. Para o ocupante infantil, o modelo mostrou proteção total nos testes dinâmicos e pontuação total na instalação de Sistemas de Retenção Infantil (SRI). A proteção dos pedestres foi aceitável nas áreas de impacto da cabeça e na parte da perna inferior, mas mostrou baixa proteção nas áreas de impacto na parte da perna superior. O modelo não oferece frenagem autônoma de emergência para usuários vulneráveis das estradas (AEB VRU), mesmo como uma opção para compensar a pontuação baixa de proteção para pedestres na perna superior. O modelo proporciona um lembrete de cinto de segurança padrão (SBR) na primeira e segunda fila e assistência de limitação de velocidade. O Tracker também oferece detecção de ponto cego (BSD), AEB urbano e interurbano mostrando bom desempenho e atendendo aos requisitos de disponibilidade do Latin NCAP. O ESC padrão mostrou bom desempenho e alcançou uma velocidade máxima de 95 km/h e 70 km/h nos testes ADAC e no teste de consumidores, respectivamente.

Leia o relatório completo

Assista ao vídeo dos testes

Faça o download das imagens dos testes

Nissan Qashqai (6 airbags)

O impacto frontal mostrou proteção adequada a boa para adultos, a estrutura e a área dos pés foram classificadas como estáveis. O impacto lateral apresentou boa proteção e o impacto lateral de poste revelou proteção adequada a boa. A proteção contra chicotada cervical foi marginal. No ocupante infantil, o modelo alcançou proteção quase total nos testes dinâmicos e as melhores pontuações na instalação do SRI. A proteção dos pedestres foi adequada e boa para a maioria dos pontos de impacto da cabeça, mas mostrou má proteção na borda do capô, além de má proteção na parte superior da perna e proteção boa nas áreas da parte inferior da perna. O carro não oferece AEB VRU para o mercado latino-americano, o que poderia compensar a pontuação de proteção aos pedestres. O modelo oferece SBR padrão na primeira e segunda fila e assistência de limitação de velocidade. O Qashqai proporciona AEB urbano e interurbano mostrando bom desempenho e atendendo aos requisitos de disponibilidade do Latin NCAP. O ESC padrão mostrou bom desempenho e atingiu uma velocidade máxima de 85 km/h e 65 km/h nos testes ADAC e no teste de consumidores, respectivamente.

Leia o relatório completo

Assista ao vídeo dos testes

Faça o download das imagens dos testes

 

Acerca do Latin NCAP

O Programa de Avaliação de Carros Novos para a América Latina e o Caribe (Latin NCAP) foi lançado em 2010 para desenvolver um sistema regional independente de testes de colisão de veículos e de qualificação de segurança na região. O Latin NCAP replica programas de testes de consumidores similares desenvolvidos nos últimos trinta anos na América do Norte, na Europa, na Ásia e na Austrália, que demonstraram ser muito eficazes na melhora da segurança dos veículos. Desde 2010, o Latin NCAP vem publicado os resultados de mais de 135 veículos. www.latinncap.com/resultados

 

O Latin NCAP agradece o apoio recebido pelo Global New Car Assessment Programme (Global NCAP), pelo International Consumers Research and Testing (ICRT), pela FIA Foundation, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pela Bloomberg Philanthropies Global Road Safety Initiative. O Latin NCAP é membro associado do Global NCAP e apoia o Decênio de Ação das Nações Unidas para a Segurança Viária e à iniciativa Stop the Crash.





Galeria de fotos

Galeria de vídeos